Bruno de Carvalho deve €3,3 milhões ao Fisco

O presidente do Sporting já interpôs, só este mês, quatro reclamações no Tribunal Tributário de Lisboa para impedir a execução fiscal e para que o Fisco não lhe fique com o património.

Bruno de Carvalho deve €3,3 milhões ao Fisco
Imagem: CM

Entre 27 de fevereiro e 7 de março, Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, interpôs várias reclamações de quatro processos de execução fiscal num valor de quase 3,3 milhões de euros, avança o CM.

Todas as ações deram entrada no Tribunal Tributário de Lisboa e apresentam argumentos contra a Direção de Finanças de Lisboa e a Direção de Serviços da Justiça Tributária (DSJT), entidade que supervisiona todas as execuções de dívidas fiscais.

O presidente do Sporting está a fazer tudo ao seu alcance para que o Fisco não lhe penhore o património pessoal e os ativos que estão em seu nome.

Recorde-se que esta é uma batalha legal que começou em 2008, desde que geria a empresa de construção civil Polibuild. Desde essa altura, que o agora líder do clube de Alvalade pede a anulação dos processos fiscais referentes aos anos de 2004, 2005 e 2006 – aberto por atraso no envio das declarações do IRC.

Fonte próxima do presidente leonino explicou à Revista Sábado que Bruno de Carvalho contesta todas as notificações que recebe da Autoridade Tributária por não reconhecer as dívidas. Porém, por mais que adie, será difícil não ver os seus bens pessoais e, possivelmente, o salário que aufere no Sporting serem “caçados” pelo Fisco.

 

Comente esta notícia