Enfermeiros mostram estado das urgências em Faro

Profissionais de saúde revelam que, nas urgências em Faro, os doentes "não têm condições" e "estão submetidos a autênticas torturas".

Enfermeiros mostram estado das urgências em Faro
Imagem: JN

A Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, partilhou no Facebook imagens do Serviço de Urgência no Centro Hospitalar Universitário do Algarve – Unidade de Faro, publicadas inicialmente pelo presidente da Secção Regional do Sul da Ordem dos Enfermeiros.

Na legenda da publicação a Bastonária escreveu: “Estou muito orgulhosa dos ‘meus’ Enfermeiros. Os Enfermeiros Portugueses são uns heróis. E perderam o medo. Nunca me calarei, recusem connosco este país”.

De acordo com os enfermeiros que trabalham naquela unidade de saúde, “os doentes estão a ser submetidos a autênticas torturas”, dada a falta de espaço e de pessoal naquela unidade hospitalar.

enfermeiros-mostram-estado-das-urgencias-em-faro_JN

A acompanhar as imagens, os enfermeiros – autores das fotografias e da denúncia -, explicam que pretendem “divulgar a todos os meios de comunicação a crescente degradação das condições assistenciais”, uma situação que se arrasta “há mais de dois anos com conhecimento e conivências do Conselho de Administração do Hospital, que nada tem feito até ao momento para resolver de forma eficaz as condições deploráveis a que são sujeitos os doentes e profissionais de saúde”, acusam.

“Há 80 doentes numa sala com capacidade para 24”, situações em que “o rácio de enfermeiros nunca é ajustado. Muitos destes doentes ficam nas macas durante dias e semanas, sem ninguém para os assistir (…) Muitos morrem sozinhos. Sós, rodeados de tanta gente”, referem os enfermeiros.

 

Comente esta notícia