FC Porto com prejuízo grande pelo segundo ano consecutivo

Situação nada fácil dos dragões

FC Porto com prejuízo grande pelo segundo ano consecutivo
Imagem: Tribuna Expresso

O FC Porto apresentou esta quarta-feira as contas do exercício relativo a 2016/17, tendo revelado um resultado negativo de 35,6 milhões de euros. É o segundo ano consecutivo que os azuis e brancos apresentam um resultado assim, depois dos 58,4 milhões da época anterior.

Destaques do comunicado do FC Porto à CMVM:

  • Resultado Líquido Consolidado negativo em 35.315m€, que reflete um desagravamento face ao registado no período homólogo. No entanto o EBITDA (cash-flow operacional) volta a valores positivos, atingindo já os 22.751m€.
  • Resultados operacionais excluindo resultados com passes de jogadores aumenta 25.733m€, combinando um aumento das receitas e uma diminuição dos custos.
  • Proveitos Operacionais excluindo proveitos com passes crescem 23.186m€, atingindo agora os 98.997m€, fundamentalmente pelo acréscimo das receitas obtidas pela participação nas provas europeias.
  • Custos operacionais, excluindo custos com passes de jogadores, reduzem-se em 2.547m€, que assenta na diminuição dos custos suportados com jogadores e equipas técnicas.
  • Rubricas relacionadas com passes de jogadores (Amortizações e perdas por imparidade com passes e Proveitos / Custos com transações de passes) tiveram um saldo líquido de 4.511m€, o que representa um decréscimo de 2.591m€ face ao período homólogo.
  • Capital próprio consolidado atinge o valor negativo de 9.135m€ em 30 de junho de 2017, o que representa uma diminuição de 34.999m€, pela incorporação do resultado líquido obtido no período.
  • Ativo cresce 3.380m€ face a 30 de junho de 2016, situando-se nos 378.425m€, devido ao aumento do valor registado em caixa na data de fecho do exercício e do valor contabilístico do plantel, que atinge agora os 96.719m€.
  • O passivo total atinge os 387.560m€, o que representa um aumento de 38.379m€ face a 30 de junho de 2016, no entanto o passivo remunerado cresceu apenas 16.587m€. O FC Porto liquidou a última prestação do project finance para a construção do Estádio do Dragão, pelo que este se encontra totalmente pago.
  • Contributo positivo das empresas que fazem parte do perímetro de consolidação na obtenção do resultado agora alcançado.
  • A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD cumpriu com o compromisso assumido com a UEFA para 2016/2017, no âmbito do Settlement Agreement, tendo atingido um deficit inferior ao definido como tolerância neste primeiro ano do acordo assinado em junho de 2017.”

 

Comente esta notícia