Governo cria empresa pública para gestão da floresta

O ministro da Agricultura anunciou a criação de uma empresa pública para a gestão da floresta, com cabimento no Orçamento do Estado para 2018.

Governo cria empresa pública para gestão da floresta
Imagem: Jornal Sol

Na discussão na especialidade da proposta do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018), o ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos,  anunciou que o Governo “pretende ir mais longe” no apoio à gestão florestal e, por essa razão, vai criar uma empresa pública para a gestão da floresta” que já terá expressão no OE2018.

“Queremos que o Estado avance como exemplo e possa ter uma atitude mais proactiva e que poderá demonstrar à sociedade civil de como é possível gerir com os novos instrumentos”, justificou.

O governante referiu ainda que cerca de dez mil agricultores, “até há dois dias”, manifestaram, nas direcções regionais, os prejuízos provocados pelos incêndios de Outubro, “antes mesmo de abrirem as candidaturas” para apoios.

Sabe-se que os prejuízos entre os 1.054 euros e os 5 mil euros serão suportados a 100%, enquanto que para os prejuízos entre os 5001 e 50 mil euros, a compensação será de 85%. Até aos 400 mil a compensação estatal será de 50%.

As medidas serão aplicadas retroactivamente aos incêndios de Julho, Agosto e de Setembro, notou ainda Capoulas Santos, que sublinhou que não haverá nenhuma exigência de seguro.

 

Comente esta notícia