Lisboa: passa 15 dias com cadáver da mãe na sala

Foi o cheiro nauseabundo que alarmou os vizinhos. Já o homem disse às autoridades que a culpa foi da falta de resposta do socorro.

Lisboa: passa 15 dias com cadáver da mãe na sala
Imagem: CM

Um homem com cerca de 60 anos viveu cerca de 15 dias com o cadáver da mãe, de 87, na sala do apartamento onde residiam, em Alvalade, Lisboa.

Os vizinhos alertaram as autoridades após terem sentido um cheiro nauseabundo no prédio há vários dias. A juntar a isto, o facto de não verem a idosa há várias semanas, deixou-os desconfiados de que algo de terrível se passaria.

Tal como avança o CM, a PSP entrou no apartamento e deparou-se com um cenário macabro. O cadáver da idosa encontrava-se no sofá da sala já em avançado estado de decomposição.

Ao que se sabe, a idosa faleceu durante o fim de semana de Páscoa. O filho, que sofre de esquizofrenia, alegou que telefonou várias vezes para o 112, mas como não obteve qualquer resposta deixou de ligar.

Os dias foram passando e, com o acentuar do cheiro, os vizinhos de mãe e filho chamaram a polícia na sexta-feira à noite. O corpo foi, entretanto, transportado para o Instituto de Medicina Legal, onde será agora autopsiado para se verificar a causa da morte.

 

Comente esta notícia