Maria Vieira: "Não confiava a minha economia doméstica a Centeno"

A propósito da eleição do ministro para a presidência do Eurogrupo, a atriz diz que "Centeno não tem a mínima competência para o cargo que vai ocupar".

Maria Vieira:
Imagem: Notícias ao Minuto

Depois de ter dito que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, “ficará para a história como o pior Presidente que Portugal conheceu”, e que o primeiro-ministro António Costa é um “cretino comunista”, Maria Vieira volta a criticar os políticos nacionais, apontando agora as armas a Mário Centeno.

“Vai ocupar um lugar para o qual não tem a mínima competência”, escreveu a “parrachita” nas redes sociais, comentando a eleição de Centeno para a presidência do Eurogrupo. Ao ministro das Finanças “não confiava sequer a minha economia doméstica, quanto mais a de um país ou a de um continente como a Europa”, atirou.

Mario-Centeno_Negocios

“O Mário Centeno foi eleito – eleito é uma palavra forte para quem na realidade foi escolhido (um dia desses todos vamos saber porquê) – para ocupar um cargo do qual nada percebe”, continuou, dizendo ainda que “o mais hilariante de toda esta farsa foi ouvir as declarações do (esse sim, muito competente) Jeröen Dijsselbloem sobre a antecipada eleição deste Centeno”.

“Pobre Centeno. Pobre Desgoverno Português e pobre povo de Portugal que vai pagar a fatura de toda esta farsa miserável”, rematou a atriz.

 

Comente esta notícia