Morreu Mário Soares

Antigo Presidente da República deixa um longo legado político

Morreu Mário Soares
Histórico socialista tinha 92 anos

Mário Soares morreu hoje, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. O fundador do Partido Socialista, antigo primeiro-ministro e ex-Presidente da República estava internado desde o dia 13, na sequência de um agravamento súbito da sua já frágil condição de saúde que o deixou num coma profundo.

Mário Soares chegou a sair dos cuidados intensivos, mas um “agravamento do estado geral de saúde” poucos dias depois obrigou os médicos a trazê-lo de volta ao estado de vigilância permanente. Entretanto, já várias as personalidades políticas tinham visitado o antigo chefe de Estado no hospital.

Com 92 anos completos no dia 7 de dezembro, Mário Soares deixa um verdadeiro legado político ao país: lutou contra a ditadura, foi um dos responsáveis pela Revolução de Abril, foi ministro dos Negócios Estrangeiros, primeiro-ministro e até Presidente da República.

Criticado por muitos pela forma como, nos anos 70, geriu o regresso de milhares de portugueses que viviam nas ex-colónias portuguesas, Mário Soares somou também outros tantos admiradores, sendo várias vezes homenageado por colegas e até adversários políticos que reconhecem a sua luta pela democracia – que, inclusivamente, o levou à cadeia por 12 vezes em apenas três anos, antes de fugir para o exílio em França.

De saúde pouco forte, Mário Soares já tinha ficado particularmente fragilizado depois de sofrer uma encefalite grave e, mais tarde, pela perda repentina da mulher, Maria de Jesus Barroso, que morreu após uma queda em casa.

Mário Soares, que seguiu as pisadas do pai (João Soares) na política, deixa agora um filho para continuar o percurso histórico da família: João Soares.

 

Comente esta notícia