Pena de prisão por matarem leitões ao pontapé

Dois homens foram condenados a 15 meses de prisão por matarem cruelmente 79 leitões, filmado o momento e divulgado as imagens nas redes sociais.

Pena de prisão por matarem leitões ao pontapé
Imagem: JN

Dois homens, de 19 e 22 anos, trabalhadores agrícolas e residentes em Almería, Espanha, mataram 79 leitões “ao saltarem e ao caírem sobre eles, de pé”, quando estavam a transferir os animais para outro lugar.

O caso foi tornado público pelas autoridades espanholas, em comunicado. “Quando os leitões estavam amontoados num corredor, sem hipótese de se mexerem, os jovens fecharam os acessos da entrada e da saída do corredor, deixando os animais encurralados, sem hipóteses de fuga”, explica a polícia.

Em tribunal, ficou provado com o suspeito identificado como D.A.A. agiu de “maneira injustificada e cruel”, ao saltar para cima dos animais “como se fosse uma piscina”. O outro funcionário da exploração, identificado como M.R., “em vez de impedir a ação de D.A.A. e velar pela integridade do animais, gravou a cena com o telemóvel do outro acusado” para, posteriormente, publicar as imagens nas redes sociais.

Os jovens acabaram por ser condenados a 15 meses de prisão e ao pagamento de 60 euros ao dono da exploração pecuária por cada leitão morto. Além disso, ficaram proibidos de exercer qualquer atividade relacionada com animais durante 3 anos e seis meses.

 

Comente esta notícia