Polémica: H&M veste menino negro com camisola "macaco fixe na selva"

E um menino branco com camisola "especialista em sobrevivência"...

Polémica: H&M veste menino negro com camisola
Imagem: Twitter

A marca de roupa sueca H&M está a ser alvo de uma onda de críticas nas redes sociais, depois de ter fotografado, para um anúncio publicitário, um menino negro a vestir uma camisola em que se lê “o macaco mais fixe da selva”; e um menino branco com uma camisola em que se lê “especialista em sobrevivência”.

Nas redes sociais, nomeadamente no Twitter, são várias as partilhas da imagem com comentários de desaprovação relativamente à escolha de publicidade da marca, considerada racista. Não só pela camisola em questão, mas também pelo contraste com a camisola vestida pelo menino branco.

“Isto é nojento. É uma projeção de um pensamento neocolonialista. Não me voltarão a ver perto destas lojas”, lê-se num dos muitos comentários nas redes sociais.

A polémica ganhou uma dimensão tal que várias figuras públicas já fizeram questão de comentar o anúncio. “Recuso-me a acreditar que uma empresa pode ser tão estúpida e insensível ao ponto de fazer um anúncio destes”, escreveu o ator norte-americano Jaleel White no Twitter.

A indignação e a revolta provocada pelo anúncio publicitário já levou a marca a cancelar todas as iniciativas publicitárias deste género e a emitir um pedido de desculpa público.

 

Comente esta notícia