Rússia terá vídeos explosivos para chantagear Trump

O novo presidente dos EUA já está a par da informação compilada e apressou-se a negar as acusações.

Rússia terá vídeos explosivos para chantagear Trump
“É uma caça às bruxas”, garantiu Trump

Imagem: AlphrA CNN avançou esta quarta-feira que a Rússia tem “informações pessoais e financeiras comprometedoras” sobre o novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Alertado por James Clapper, diretor das Informações Nacionais, James Comey, diretor do FBI, John Brennan, diretor da CIA, e Mike Rogers, diretor da Segurança Nacional norte-americana, o novo chefe de Estado não tardou a reagir, defendendo tratar-se de “uma caça às bruxas”.

O FBI está, neste momento, a investigar a veracidade das informações. Segundo noticia o The New York Times, entre os detalhes reunidos há vídeos de teor sexual que envolvem Donald Trump e prostitutas russas, numa visita a Moscovo em 2013. O objetivo – avança o jornal – seria que a Rússia pudesse chantagear Trump, ameaçando publicá-los.

Apesar de os maiores jornais americanos não terem conseguido confirmar a informação, o BuzzFeed garante que, ao longo da visita, o presidente dos EUA reservou a suite presidencial do Ritz Carlton Hotel (onde sabia que Barack Obama tinha estado com a mulher, Michelle) e contratou várias prostitutas, pedindo-lhes para urinarem na cama onde o presidente norte-americano tinha dormido.

O relatório avança ainda que o líder russo, Vladimir Putin, tenta, há vários anos, influenciar Trump e estará envolvido na contratação dos hackers que violaram correspondência eletrónica de membros da candidatura de Hillary Clinton.

 

Comente esta notícia