Caparica: motor de avião que caiu parou 4 minutos após descolar

Avioneta que matou duas pessoas na Costa da Caparica tentou desviar-se dos banhistas na praia de São João, depois de enfrentar falhas no motor.

Caparica: motor de avião que caiu parou 4 minutos após descolar
Imagem: Correio da Manhã

A avioneta que caiu na Costa da Caparica, em Almada, parou de funcionar com apenas quatro minutos de voo. A aeronave, numa aterragem de emergência, acabou por matar duas pessoas. No momento da tragédia, o avião foi atingido “por uma corrente ascendente muito forte”, como explicou o Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF). O esclarecimento foi dado através de uma nota oficial, emitida nesta sexta-feira.

Na nota, o GPIAAF informou ainda que o instrutor efetuou, sem sucesso, “várias tentativas de arranque do motor”, até ao momento da aterragem forçada. O avião Cessna 152, que descolou de Cascais às 15h42 do dia 2 de agosto, seguia com destino a Évora. O voo era um treino de navegação e a bordo seguiam o instrutor e um aluno, que saíram ilesos.

A nota oficial explicou ainda que o instrutor assumiu o comando da aeronave e manteve a velocidade, razão pela qual conseguiu realizar uma descida constante até ao solo. O objetivo, para além de salvar a vida dos integrantes do voo, era desviar-se da faixa de areia da praia de São João, que, na altura exata do acidente, estava repleta de banhistas.

Comente esta notícia