300 crocodilos foram abatidos para vingar morte de homem

Armada com facas, martelos e bastões, população abateu quase 300 crocodilos, depois de um homem ter sido morto por um dos répteis na Papua Ocidental, Indonésia.

300 crocodilos foram abatidos para vingar morte de homem
Imagem: DN

Os habitantes de uma aldeia na Papua Ocidental, Indonésia, armaram-se com facas, martelos e bastões para abater 292 crocodilos, uma forma de vingar a morte de um homem de 48 anos, que foi atacado por um réptil numa quinta de criação de crocodilos.

Fotografias divulgadas pela imprensa internacional mostram uma pilha de carcaças de crocodilos ensanguentadas, troféus da dita vingança.

“Um funcionário ouviu alguém a gritar por ajuda, foi rapidamente lá e viu um crocodilo a atacar alguém”, disse Basar Manullang, da Agência de Conservação de Recursos Naturais da Indonésia.

300 crocodilos abatidos para vingar morte de homem

O homem, identificado como Sugito, terá sido mordido numa perna e atingido pela cauda do réptil, não sobrevivendo aos ferimentos. A vítima foi enterrada no sábado, o mesmo dia em que os locais, familiares e vizinhos da vítima, procederam à matança.

A quinta onde Sugito foi atacado recebeu uma licença, em 2013, para criar crocodilos de água salgada e da Nova Guiné para preservação. Uma das condições acordadas era que os répteis não perturbassem a comunidade.

“Para evitar que isto aconteça novamente, os titulares de licenças agrícolas precisam de proteger as suas áreas”, acrescentou o responsável pela Agência de Conservação de Recursos Naturais da Indonésia.

 

 

Comente esta notícia