[Vídeo] Adeptos do FC Porto espancados na Croácia por portugueses

"Acabamos de ser agredidos por um grupo de 5/6 portugueses, que nos chamaram tripeiros de merda e nos rasgaram as camisolas. Não fosse a intervenção de empregados de um bar aqui perto, o desfecho podia ter sido pior. Se isto é o desportivismo, não sei o que será a falta dele".

[Vídeo] Adeptos do FC Porto espancados na Croácia por portugueses
Imagem: JN

Dois adeptos do FC Porto e um outro português foram violentamente agredidos, esta quarta-feira, quando se encontravam de férias em Hvar, na Croácia.

Os três amigos, dois vestidos com as camisolas do F. C. Porto e outro descaracterizado, passeavam na rua quando foram abordados por um grupo de portugueses que os cumprimentou. “Ao início estava tudo bem. Até pensei que fossem pessoas conhecidas”, disse Rafael Barbosa em declarações ao JN.

Os problemas começaram pouco depois. “Um dos meus amigos tentou cumprimentar um dos rapazes do outro grupo e, de repente, um deles atacou-o com um soco”, relata o jovem de 26 anos, natural do Porto e a viver em Lisboa.

“Como estávamos com mochilas, pensei que nos queriam assaltar. Só depois de nos insultarem, chamando-nos tripeiros de merda e filhos da p****, é que percebemos que tudo poderia estar relacionado com futebol”, lamentou. “O outro nosso amigo até é adepto do Sporting”, revelou.

Os momentos que se seguiram foram de medo. “Depois de nos libertamos das agressões, começamos a correr e eles vieram atrás de nós. Conseguimos entrar num bar e o proprietário, apercebendo-se do que estava a passar ajudou-nos. Ainda estivemos lá cerca de uma hora e eles entretanto desapareceram”, revela.

Quando regressaram ao hostel onde estão alojados, partilharam com uma funcionária o que tinha acontecido. “Ela tem conhecidos na zona onde fomos agredidos e foi assim que conseguimos as imagens que provam a agressão de que fomos alvo”, explicou.

No Facebook, Rafael, pouco depois de ser atacado, tinha denunciado o caso, mostrando a camisola rasgada e os ferimentos no rosto. “Acabamos de ser agredidos por um grupo de 5/6 portugueses, que nos chamaram tripeiros de merda e rasgaram as camisolas. Não fosse a intervenção de empregados de um bar aqui perto, o desfecho podia ter sido pior. Se isto é o desportivismo, não sei o que será a falta dele”, lamentou.

Sabe-se que dois dos agressores eram adeptos do Benfica e os restantes, adeptos de clubes croatas com quem os primeiros teriam uma relação de amizade. Os jovens, que regressam a Portugal no domingo, foram observados num centro de saúde local e apresentaram queixa na polícia.

Veja aqui o vídeo que foi divulgado

 

Comente esta notícia