Amputou um dedo por roer as unhas

Jovem de 20 anos pagou caro pelo vício de roer as unhas. Desenvolveu um raro cancro da pele num dos polegares e teve de o amputar antes que a doença se espalhasse.

Amputou um dedo por roer as unhas
Imagem: Notícias Magazine

Uma jovem britânica de 20 anos de idade não ganhou para o susto depois de ter contraído um raro cancro de pele num dos polegares devido ao facto de roer as unhas.

A jovem viu-se obrigada a dirigir-se a um hospital depois de ver o polegar a começar a infecionar e a escurecer.

A equipa médica que a tratou deparou-se com uma situação clínica fora do normal. Após conversarem com a jovem ficaram a saber que ela tinha o hábito de roer as unhas, tendo mesmo, em tempos, arrancando por completo a do polegar em causa. Os médicos ainda realizaram quatro cirurgias ao dedo, mas não conseguiram evitar a amputação.

“Quando descobri que o cancro tinha sido originado pelo facto de eu roer as unhas fiquei destroçada”, confessou a jovem. À imprensa declarou que tem uma justificação delicada para o vício: o bullying que sofreu na escola desde os 16 anos. Desenvolveu o hábito de roer as unhas devido à ansiedade que a situação lhe causara.

Confessou ainda que escondia o polegar de familiares e amigos com o punho fechado, pois “não queria que ninguém visse.”

 

 

Comente esta notícia