Árbitro do FC Porto-Benfica foi dispensado pelo Conselho de Arbitragem

Fábio Veríssimo, VAR do jogo das meias-finais da Taça da Liga que pôs frente a frente dragões e encarnados - e que gerou muito polémica com algumas das suas decisões - decidiu pedir dispensa após uma reunião com o Conselho de Arbitragem.

Árbitro do FC Porto-Benfica foi dispensado pelo Conselho de Arbitragem
Imagem: Record

O Conselho de Arbitragem aceitou esta quinta-feira o pedido de dispensa de Fábio Veríssimo. O árbitro da AF Leiria teve uma reunião, na quarta-feira, com o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol e reconheceu que precisa de tempo para parar e refletir, após de ter sido o vídeo-árbitro no FC Porto-Benfica da Allianz Cup.

O Conselho emitiu um comunicado, justificando a decisão de aceitar a dispensa do profissional por este “não se encontrar em forma”.

Árbitro do FC Porto-Benfica foi dispensado pelo Conselho de Arbitragem

Recorde-se que, após a derrota frente ao FC Porto (1-3), que ditou o afastamento do Benfica da final da Allianz Cup, Luís Filipe Vieira teceu fortes críticas ao trabalho de Fábio Veríssimo na função de VAR, apontando erros no primeiro golo dos dragões e ainda no lance no qual este validou a decisão do auxiliar em anular o golo de Pizzi.

Depois disso, o clube da Luz exigiu ter acesso às comunicações entre Carlos Xistro (árbitro principal da partida) e Fábio Veríssimo (VAR). FC Porto também já reagiu a toda esta polémica, dizendo que “Vieira julga ter direito de escolher os árbitros devem ser ostracizados”. O caso promete dar ainda muito que falar.

Leia o comunicado do Conselho de Arbitragem na íntegra:

“O Conselho de Arbitragem recebeu e aceitou um pedido de dispensa do árbitro internacional Fábio Veríssimo.

Árbitro de primeira categoria, com inúmeras provas dadas do seu valor, Fábio Veríssimo trabalhará de forma específica sob orientação do Conselho de Arbitragem.

A atitude de Fábio Veríssimo, ao reconhecer um período em que a sua forma não é a ideal, define-o como homem e prestigia-o como elemento de um grupo forte e empenhado em trabalhar duramente para melhorar a arbitragem portuguesa.

Fábio Veríssimo regressará à atividade de árbitro e vídeoárbitro assim que o Conselho de Arbitragem entender que estão reunidas as melhores condições. Conhecendo a sua capacidade, estamos seguros de que tal sucederá em breve.

Em funções desde a época 2016/17, o Conselho de Arbitragem nunca aceitou e nunca aceitará qualquer veto de árbitros por parte dos clubes ou outros agentes desportivos. O Conselho de Arbitragem considera igualmente inaceitáveis quaisquer outros tipos de pressão sobre as nomeações e gestão dos árbitros nacionais.

Consequentemente, e tal como sempre tem feito, o Conselho de Arbitragem fará queixa de todos os comportamentos de agentes desportivos que entenda serem suscetíveis de perturbar a normal atividade das equipas de arbitragem e o normal decorrer dos jogos e competições.”

 

Comente esta notícia