Benfica e Vieira processam eurodeputada Ana Gomes

Isto depois da eurodeputada do PS ter dito, no âmbito do processo e-Toupeira, que "há um passado de delinquência ligado a Vieira".

Benfica e Vieira processam eurodeputada Ana Gomes
Imagem: Jornal Económico

O Benfica e Luís Filipe Vieira vão avançar com processos-crimes e cíveis contra a eurodeputada Ana Gomes, avançou fonte oficial do clube da Luz, justificando essas ações com as “calúnias, falsas declarações e difamação” que constam nas declarações que prestou em entrevista na edição deste domingo ao jornal Record.

A eurodeputada, falando sobre o processo e-Toupeira, afirmou nessa entrevista que “há um passado de delinquência ligado a Vieira”. “Sabemos que o dirigente máximo do clube [Luís Filipe Vieira] está referenciado em várias listas de grandes devedores do país por vários empréstimos não pagos. Há todo um passado de delinquência ligado a essa pessoa”, afirmou.

Benfica e Vieira processam eurodeputada Ana Gomes

Ana Gomes defendeu também o hacker Rui Pinto, assumindo que ele “tem razão para temer pela sua vida” ao ter sido extraditado para Portugal, considerando que pessoas como ele “fazem um trabalho extraordinariamente importante na defesa do interesse público, para o combate ao crime organizado”.

Assegurando não saber que documentos tem Rui Pinto sobre o Benfica, a eurodeputada assumiu que “as autoridades portuguesas têm obrigação de garantir a segurança” dele.

Ana Gomes fez ainda um paralelismo entre os processos Apito Dourado e e-Toupeira. “O que eu percebo do Apito Dourado e o que li sobre ele é que acabou por dar em muito pouco, não obstante ter ficado mais claro que havia uma podridão total nos circuitos do futebol. Penso que agora o e-Toupeira vem confirmar isso”, afirmou, acrescentando que tudo “parece indiciar” que o e-Toupeira redunde em nada como o Apito Dourado.

Benfica e Vieira processam eurodeputada Ana Gomes

“Não é estranho que crimes graves de uma série de pessoas, como o corruptor de um funcionário judicial envolvido que tinha passwords de magistrados para ir ver processos para o dito clube, não ser acusada, estando ela ao corrente?”, questionou, acrescentando: “Há aqui qualquer coisa de muito alarmante dos níveis de intimidação que explicam que certos setores dentro do sistema policial e judicial não atuem como era suposto exigir-se que atuassem.”

Esta não foi a primeira vez que Ana Gomes falou sobre o alegado envolvimento em situações menos claras no âmbito do processo e-Toupeira, sendo certo que nas anteriores situações o Benfica avançou com processos em tribunal, tal como acontecerá agora.

 

Comente esta notícia