A carta de Di María que está a correr o mundo

Jogador argentino, que já vestiu a camisola do Benfica, deixou uma longa mensagem nas redes sociais. "Não sei o que sabem da vida, mas de futebol... não sabem nada!"

A carta de Di María que está a correr o mundo
Imagem: Sky Sports

O argentino Ángel di María recorreu esta segunda-feira à sua conta do Instagram para deixar uma longa mensagem que está a percorrer o mundo. Nela, o jogador Paris SG explica como é a vida de um jogador de futebol, os sacrifícios que tem de assumir para seguir esta vida e admite que quem está de fora “do futebol nada sabe”.

Reproduzimos aqui a mensagem na íntegra:

“O que fizeste na segunda-feira? Fui treinar.
O que fizeste na terça-feira? Fui treinar.
O que fizeste na quarta-feira? Fui treinar.
O que fizeste na quinta-feira? Fui treinar.
O que fizeste na sexta-feira? Fui treinar.
Fazemos algo no fim de semana? Não posso, tenho jogo.

O treino acaba, paramos e olhamos o campo, com terra, pedras, erva, o lugar onde jogamos. Essa terra e essas pedras onde já caímos e raspamos os joelhos, as costas, os cotovelos, as mãos… Essa terra e essas pedras que nos ficavam dentro das chuteiras e nos incomodavam durante os jogos. A terra que fez com que sujássemos a casa toda e com que a nossa mãe nos diga: ‘tira essas chuteiras e meias e vai já direto para o banho’.

O que nos dá força a cada ano para arrancar um campeonato? Todos te dizem que ao domingo gostam de dormir. ‘É melhor o futebol de cinco’, dizem os teus amigos. ‘Nunca estamos juntos’, diz a tua namorada. ‘Pensa em estudar e trabalhar’, dizem os teus familiares. Pensas por dentro e sorris.

Que sabem eles sobre o que o futebol significa para ti… Que sabem eles da tensão e dos nervos que não te deixam dormir num dia de jogo? Que sabem eles dos jogos que já disputaste lesionado ou doente? Que sabem eles do que sentes quando marcas e os teus companheiros te abraçam desesperadamente? Que sabem eles das vezes em que foste atrás do autocarro ou dos cinco quarteirões que correste para não chegar atrasado ao treino? Que sabem eles do quão profundo é o momento em que o treinador te chama? Que sabem eles de como é estar a morrer de calor em fevereiro a fazer a pré-temporada quando todos os teus amigos estão de férias a divertir-se? Que sabem eles de reunir-se TODOS os dias com as pessoas que marcam a tua vida: os teus amigos, dos risos e das lágrimas? Que sabem das vezes que treinaste à chuva? Terra, pedrinhas, ervas, dez pessoas do teu lado, outras onze do outro, uma bola e um apito longo e seco. Esta é a nossa vida. De que sabem eles?

Muita gente diz que o futebol não tem nada a ver com a vida… Não sei o quanto sabem da vida, mas de futebol… não sabem nada!”

 

Comente esta notícia