Casal retira sémen de filho morto para gerar um neto e herdeiro

Um casal britânico milionário retirou uma amostra de sémen do cadáver do filho para gerar um neto e herdeiro. Caso está a gerar controvérsia.

Casal retira sémen de filho morto para gerar um neto e herdeiro
Imagem: El Pais

Um casal britânico milionário retirou uma amostra de sémen do cadáver do filho para gerar um neto e herdeiro. Caso está a gerar controvérsia.

O casal britânico, que não quis ser identificado, mandou retirar uma amostra de sémen do cadáver do filho para gerar um neto e herdeiro da fortuna da família. No Reino Unido, o caso está a gerar um grande debate sobre os limites da ética.

Tal como avança a imprensa internacional, o casal ficou destroçado ao tomar conhecimento da morte do único filho, aos 26 anos, num acidente de mota.

Sem consentimento prévio do filho, necessário, e por escrito, segundo a legislação britânica, o casal pediu ajuda a um urologista, que retirou uma amostra de sémen, que permanece vivo até três dias após a morte, para poderem gerar um herdeiro, recorrendo a uma barriga de aluguer.

Casal retira sémen de filho morto para gerar um neto e herdeiro

O sémen foi enviado para o Estados Unidos, para uma clínica especialista em fertilidade. David Smotrich decidiu ajudar o casal e usou uma técnica de seleção de género, proibida na generalidade dos países do mundo, para escolher o sexo do bebé.

“O casal tinha perdido o filho na mais trágica das circunstâncias. Queriam desesperadamente um herdeiro e um neto e foi um privilégio ajudá-los”, disse David Smotrich, citado pela imprensa britânica.

A criança foi gerada através de uma barriga de aluguer, por um óvulo doado por uma mulher escolhida segundo as instruções da mãe do falecido. O menino tem agora 3 anos de idade e está a ser criado pelos avós, que assistiram ao parto, em 2015.

Após serem nomeados tutores legais da criança, regressaram ao Reino Unido. Sabe-se que todo o processo custou cerca de 110 mil euros.

 

 

Comente esta notícia