CDS-PP avança com moção de censura ao Governo

A aproveitar a onda de contestação social, o partido liderado por Assunção Cristas decidiu dar o primeiro passo para tentar derrubar o Governo de António Costa.

CDS-PP avança com moção de censura ao Governo
Imagem: Luso.pt

O CDS vai apresentar uma moção de censura contra o Governo, avança o jornal Expresso.

De acordo com a informação, a Comissão Executiva do partido reuniu para acertar os detalhes do texto que dará entrada na Assembleia da República.

No texto, os democratas-cristãos deverão fazer um balanço de tudo o que corre mal ao Executivo de António Costa, aproveitando o embalo de uma fase de forte contestação social, e colocando o foco principal na degradação do Serviço Nacional de Saúde.

CDS avança com moção de censura ao Governo

Recorde-se que esta é a segunda vez que o partido, sob a liderança de Assunção Cristas, faz uso deste instrumento que, se aprovado, provoca a queda do Governo – a primeira aconteceu em outubro de 2017, no pós-incêndios, e teve como base de argumentação as falhas do Estado e a forma como o Governo lidou com uma das questões mais delicadas do seu mandato.

Em 2017, o PSD liderado por Pedro Passos Coelho não hesitou em apoiar a moção de censura do CDS, que acabaria chumbada pela esquerda.

CDS avança com moção de censura ao Governo

Um ano e meio depois, a liderança pertence a Rui Rio e ficará com ele a responsabilidade de decidir de que lado se coloca em ano de eleições: se do CDS, e assumindo assim uma posição claramente à direita, se do Governo, uma vez que Rui Rio não tem fechado a porta a uma viabilização de um Executivo socialista depois das eleições de outubro.

O CDS cumpre ainda o objetivo político de obrigar os restantes partidos a definir posições – e apresentar-se como o único que faz uma oposição inequívoca ao PS de Costa.

 

Comente esta notícia