Conceição avisa que "as equipas não se medem pelos milhões"

Dragões jogam esta noite a primeira mão dos quartos de final da Champions com o Liverpool, no mítico cenário de Anfield Road.

Conceição avisa que
Imagem: FC Porto

“Sabemos do poderio do Liverpool, mas o valor das equipas não se mede pelos milhões.” Foi desta forma que Sérgio Conceição se referiu ao adversário do jogo desta terça-feira da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.

O encontro terá lugar em Anfield Road e prevê-se um jogo muito exigente para os azuis e brancos frente ao líder da Liga inglesa.

Recorde-se que, na época passada, no Estádio do Dragão, o Liverpool venceu o FC Porto por 5-0. E sobre isto, Conceição disse:

“Não há sentimento de vingança nenhum. Todos os jogos têm histórias diferentes. O que se passou o ano passado foi que num determinado momento não fizemos algumas coisas que deveríamos ter feito. Além disso, o adversário foi muito eficaz”, explicou Conceição, antes de voltar a elogiar a qualidade do adversário.

Conceição avisa que

“Temos de olhar para o Liverpool como uma equipa fortíssima. Em 16 jogos no seu estádio empatou apenas dois e no ano passado foi finalista da Liga dos Campeões.”

Conceição relevou ainda o facto de o FC Porto estar nesta fase da mais prestigiada competição de clubes do Mundo. “É um desafio fantástico estar entre as oito melhores equipas do Mundo. Vamos desfrutar do momento com responsabilidade”, referiu.

O treinador aceitou depois comentar as declarações feitas ontem por Jurgen Klopp, técnico do Liverpool, que disse que após a goleada da época passada não seria bom ter de voltar a jogar no Dragão.

“O Liverpool tem um departamento de comunicação acima da média. Acho que ninguém queria apanhar o Liverpool. Ele foi simpático, apenas isso.”

Já sobre as ausências de Pepe e Herrera no jogo desta noite, ambos suspensos pela UEFA devido à acumulação de cartões amarelos, Sérgio Conceição foi pragmático: “A dinâmica é mais importante do que o facto de jogar A ou B ou C. Temos é de perceber o poderio do adversário e de este ser o primeiro jogo dos quartos de final. Temos de ser inteligentes”, rematou.

 

Comente esta notícia