Condutor julgado por não ter pago 5 euros de gasóleo

O arguido está acusado de abastecer gasóleo sem pagar numa bomba de gasolina em Paredes. O advogado diz que é "um absurdo" que pode custar aos contribuintes mais de 1500 euros.

Condutor julgado por não ter pago 5 euros de gasóleo
Imagem: JN

Um condutor vai ser julgado por não ter pago os 3,63 litros de gasóleo simples – no valor de 5 euros – que abasteceu numa bomba de gasolina, situada em Gandra, Paredes.

Para Fernando Moura, advogado do automobilista, trata-se de uma situação “absurda”, que custará centenas de euros aos contribuintes e que poderia, facilmente, ter tido uma outra solução. Até porque o condutor acusado não tem qualquer antecedente criminal.

O caso aconteceu na noite de 17 de abril do ano passado, quando Azemiro Coelho parou o seu Peugeot 206 na Galp de Gandra e colocou 3,63 litros de gasóleo simples no depósito.

condutor julgado por nao ter pago 5 euros de gasoleo

Depois, lê-se na acusação do Ministério Público (MP) – que decidiu acusá-lo de crime de furto e levá-lo a julgamento – “fechou o tampão, entrou no veículo e abandonou o local sem proceder ao pagamento”. Ou seja, sem liquidar a conta de 5 euros.

O advogado não quis revelar detalhes do processo, razão pela qual está por esclarecer se Azemiro Coelho teve efetivamente a intenção de roubar o gasóleo ou se lhe foi dada alguma oportunidade de saldar a dívida de 5 euros.

 

Comente esta notícia