Coreografia portista para o Jamor foi travada: "Estamos estupefactos"

E a PSP já explicou a rejeição da coreografia que envolvia 15 mil bandeiras.

Coreografia portista para o Jamor foi travada:
Imagem: JN

Os dragões tinham preparado uma coreografia com cerca de 15 mil bandeiras para apresentar na final da Taça de Portugal, frente ao Sporting, no Jamor. No entanto, já foram informados de que não será permitida a entrada dessas bandeiras, devido ao “tamanho das hastes e o perigo de inflamação”.

“Estamos estupefactos”, reagiu nas redes sociais o Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) do FC Porto, Fernando Saul, sem especificar quem definiu essa proibição, embora tudo indique que tenham sido as autoridades policiais.

“Vimos no passado fim de semana, por exemplo, na tão falada e elogiada Taça de Inglaterra mais de 90 mil bandeiras de ambos os lados, o Tottenham na meia final da Champions fez o mesmo, mas parece que em Lisboa aos adeptos do Porto não será permitido. Até quando esta discriminação? É desta forma que as entidades continuam a tratar os adeptos de futebol em Portugal”, referiu ainda.

coreografia portista para o jamor foi travada

Antes, Fernando Saul tinha questionado: “E não é que já usámos várias vezes este tipo de bandeiras no nosso estádio devidamente aprovadas? Será que a lei para lá da Ponte D. Luís é diferente? Não é a festa da taça onde tentamos engrandecer o espetáculo e colorir a final e nos é tirado esse direito?”

Perante a indignação dos adeptos, a PSP decidiu explicar a situação, garantindo que a decisão de rejeitar a coreografia foi tomada juntamente com a FPF e bombeiros e por “questões de segurança”.

“A PSP e demais entidades responsáveis pela organização e segurança da final da Taça de Portugal reuniu diversas vezes para preparar e planear a operação de segurança deste evento. Neste caso, numa das reuniões preparatórias, e após o avaliação da bandeira em questão, foi decidido pela FPF, pela PSP e pelos Bombeiros não permitir a sua entrada por questões de segurança, tendo em conta os materiais e tamanho do pêndulo de plástico, da dimensão do pano da bandeira e o facto de ser feita em materiais inflamáveis”, informou força de segurança, citada pelo JN.

Recorde-se que a final da Taça de Portugal, entre FC Porto e Sporting, está marcada para sábado e terá início pelas 17.15 horas.

 

Comente esta notícia