CR7 faz revelações sobre a sua vida pessoal à imprensa italiana

E acaba de vez com os rumores do casamento com Georgina Rodríguez: "não está nos meus planos".

CR7 faz revelações sobre a sua vida pessoal à imprensa italiana
Imagem: Nova Gente

Numa entrevista inédita ao Tuttosport, Corriere dello Sport e Gazzetta dello Sport, Cristiano Ronaldo falou sobre os seus filhos e sobre a sua relação com Georgina Rodríguez.

Assumidamente católico e praticante, Cristiano disse, durante a conversa, que todas as semanas vai à igreja, agradecer por tudo o que Deus lhe deu. Isto para dizer que as idas à igreja nada têm a ver com o facto de se ir casar com Georgina, pondo assim um ponto final nas especulações sobre o casamento.

CR7 faz revelações sobre a sua vida pessoal à imprensa italiana

“Eu explico tudo. Vou à igreja todas as semanas. Sou católico e vou agradecer a Deus pelo que me dá. Não peço nada, graças a Deus tenho tudo, simplesmente agradeço-lhe por proteger a minha família, os meus amigos”, começou por dizer.

“Mudo de igreja todas as semanas, porque em Turim posso escolher. Um paparazzo viu-me uma vez e pensou que me ia casar. No futuro não sei se vai acontecer, mas agora não está nos meus planos”, continuou.

Já sobre os filhos, fez questão de falar sobre Cristianinho. É de conhecimento geral que o internacional português é muito ligado ao filho mais velho. Os dois têm uma grande cumplicidade e partilham o amor pelo futebol. Tanto é assim que os jornalistas perguntaram-lhe:”O Cristianinho sabe que o pai é uma estrela?”

CR7 faz revelações sobre a sua vida pessoal à imprensa italiana

“O Cristiano tem noção da minha fama. Joga na Juventus, sente essa a pressão. Mas fica feliz por o pai ser uma estrela. Às vezes pede-me: ‘posso levar dois amigos italianos lá a casa?’. Digo-lhe que sim, mas depois avisa-me: ‘tens de lá estar, porque querem tirar fotos contigo.’ Tudo isto faz parte do meu papel de pai. O Cristianinho quer ser como eu, os outros são muito pequenos, mas vão sentir essa pressão cedo”, afirmou CR7.

Sobre os fãs, partilhou: “Tento ser gentil com todos à minha volta, mas às vezes é difícil, especialmente em Itália. As pessoas, às vezes, veem-me nos semáforos e, se me reconhecem, param o carro e vêm tirar uma foto. Não sou a melhor pessoa do mundo, mas tento ser respeitoso, especialmente com as crianças. As crianças são especiais, inocentes”, confessou.

 

Comente esta notícia