Cristina reage a "maldade" dos fãs: "Não consigo ouvir isto"

A apresentadora da SIC reagiu às críticas que diversos internautas fizeram após ter oferecido uma viagem individual às Maldivas a uma mãe que aceitou viajar sem a sua família.

Cristina reage a
Imagem: JN

Cristina Ferreira sorteou no seu perfil de Instagram uma viagem até às Maldivas, um verdadeiro destino paradisíaco. A vencedora Cláudia Ribeiro, que funcionará como repórter de “O Programa da Cristina”, teve direito a estar no programa à conversa com a apresentadora.

Nesse mesmo dia, a comunicadora escreveu na referida rede social uma mensagem ilustrada com uma foto da filha de Cláudia a chorar:

cristina reage a maldade dos fas

“Podia ter escolhido muitas fotos para retratar o programa de hoje. Escolhi esta. Porque estas lágrimas, hoje, serão a força do amanhã. A Cláudia ganhou uma viagem, está a caminho das Maldivas, e vai sozinha. Perdeu o emprego há 2 meses. […] Não sabia fazer mais nada. Esta viagem foi a luz. E a sorte que acreditava não ter. […] A Cláudia ganhou esta viagem no momento certo. A família fica. Esta filha fica. Mas as saudades só intensificam o amor. E há de voltar uma mulher diferente. A que pensava ter perdido. Há caminhos que têm de ser percorridos sozinhos”.

Porém, o facto de a viagem ser para uma pessoa apenas e não para a família toda fez com que diversos seguidores comentassem a publicação com palavras negativas que fizeram Cláudia Ribeiro chorar.

cristina reage a maldade dos fas

Perante tanta “maldade” e “inveja”, a apresentadora não se conteve e reagiu com uma imagem da sua “repórter” em Capadócia, na Turquia: ” […] Tenho estado sempre a conversar com a equipa para perceber como estão”, começou por revelar.

“Hoje disseram-me que a Cláudia tinha chorado muito a ler alguns comentários de pessoas que a criticavam porque tinha ida sem os filhos. Que ‘elas’, as boas mães, nunca o fariam. Não consigo ouvir isto. Custa-me este atraso, esta inveja, esta maldade. E aquilo que disse à Cláudia fica só para nós. Mas no fim disse-lhe só para as mandar para um sítio. E não era para a Turquia”, rematou.

 

Comente esta notícia