Cuidadora acusada de deixar idosa morrer à fome

Idosa de 94 anos faleceu esta semana depois de ter sido encontrada em condições lastimáveis. Cuidadora apoderou-se dos seus bens e desapareceu, deixando a idosa abandonada à sua sorte.

Cuidadora acusada de deixar idosa morrer à fome
Imagem: JN

Joaquina Amador, residente em Montemor-o-Novo, era acompanhada por uma mulher que está agora a ser acusada pelas vizinhas, por uma cunhada e por uma sobrinha da vítima, de não ter cuidado devidamente da idosa, fazendo-a passar fome e convencendo-a, inclusive, a transmitir-lhe a posse de todos os seus bens, incluindo a casa onde vivia.

A denúncia às autoridades partiu, aliás, dos vizinhos. Depois de vários dias a sentir um cheiro intenso a urina nas escadas do prédio, os vizinhos começaram a estranhar a situação. Além disse, a idosa de 94 anos nunca mais tinha aparecido na janela da sua casa.

Quando foram ver se Joaquina estava bem, a mulher encontrava-se desnutrida e abandonada em casa, segundo declarações dadas ao JN.

cuidadora acusada de deixar idosa morrer a fome

Francisca Bravo, a vizinha que encontrou Joaquina disse ao mesmo jornal que a cama onde a idosa dormia encontrava-se “toda molhada e cheia de dejetos”. A cunhada da vítima também revelou que o frigorífico se encontrava vazio.

A família de Joaquina tinha contratado uma cuidadora para tratar da mulher, no entanto, depois de Joaquina colocar todos os seus bens em seu nome, a mulher desapareceu. Depois de encontrada, no passado dia 16 de maio, a idosa foi transportada para o hospital para receber cuidados médicos e acabou por falecer esta semana no hospital de Évora.

 

Comente esta notícia