Detido por ajudar a mulher em fase terminal a morrer

Gravou o momento em que deu uma substância à esposa, que sofria de esclerose múltipla há 32 anos, e divulgou o vídeo. Foi detido e vai ser julgado por homicídio.

Detido por ajudar a mulher em fase terminal a morrer
Imagem: CM

Um homem foi detido após ter divulgado um vídeo onde se mostra a dar uma substância à sua mulher, em fase terminal, para a ajudar a morrer.

María José Carrasco, tinha 62 anos e sofria de esclerose múltipla, desde os 32 anos. O marido, Ángel Hernández, de 69 anos, foi quem cuidou dela diariamente.

Tal como avança o jornal “El Mundo”, Maria já se encontrava em fase terminal e o casal já esperava, há vários anos, que a eutanásia fosse aprovada em Espanha. Não se tendo efetivado, Ángel quis ajudar María a morrer, a pedido da própria.

Detido por ajudar a mulher em fase terminal a morrer

O homem gravou, então, um vídeo do momento em que deu a substância à mulher. Nas imagens, emitidas pelo canal de televisão “Telecinco”, pode ver-se Ángel Hernández a perguntar à mulher se esta quer morrer, ao que ela responde afirmativamente.

Segundo a imprensa espanhola, ligou para os serviços de saúde a informar da morte da mulher e ligou também a um jornalista da estação de televisão “Cuatro”, que nos últimos tempos acompanhava de perto a história do casal, residente na cidade de Moncloa Aravaca, em Madrid. Agustin Perez, o repórter, estava em casa do casal quando a polícia chegou e, por esse motivo, foi também detido para interrogações, juntamente com Ángel Hernandez.

Nos últimos meses, desde que se agravara o estado de Maria José, o casal tinha dado entrevistas a vários meios de comunicação social a apelar à aprovação da eutanásia. A mulher, que dependia já de doses diárias de morfina para aguentar as dores, dizia ao jornal El País, em outubro passado: “Não quero dormir, quero morrer”.

A investigação está agora a cargo da equipa de homicídios depois dos serviços de emergência terem declarado o óbito de María José Carrasco.

 

Comente esta notícia