Em vez de ajudar, filmou empregada a cair do 7º andar: foi condenada a prisão

Foi condenada a 20 meses de prisão por ter rejeitado socorro a uma funcionária que caiu da janela de um 7ª andar. Em vez de prestar auxílio à mulher em apuros, pegou num telefone e filmou o momento da queda apenas para publicar nas redes sociais. As imagens podem ferir susceptibilidades.

Em vez de ajudar, filmou empregada a cair do 7º andar: foi condenada a prisão
Imagem: JN

As autoridades do Kuwait detiveram uma mulher por ter filmado uma funcionário sua a cair de uma janela de um 7º andar, sem mostrar qualquer esforço no sentido de a tentar resgatar.

Em tribunal, a mulher alegou que a empregada se estava a tentar suicidar, razão pela qual nada fez. Foi julgada e condenada a 20 meses de prisão.

A empregada, que está hospitalizada com ferimentos graves, desmentiu a tentativa de suicídio. “Não tentei suicidar-me. Estava a fugir dela”, garantiu ao jornal “al-Seyassah”. Sabe-se que apenas conseguiu sobreviver porque foi amparada por um toldo de metal.

Em vez de ajudar, filmou empregada a cair do 7º andar: foi condenada a prisão

De acordo com a mesma fonte, a mulher filmou a queda da vítima, de nacionalidade etíope, apenas para publicar o vídeo nas redes sociais.

O vídeo mostra a empregada do lado de fora do edifício, agarrada por uma mão à borda da janela, enquanto chora e pede ajuda. Ao mesmo tempo, a mulher que segura na câmara, sem nenhuma atitude tomar, diz à vítima “Maluca, volta para dentro”.

vídeo está a circular nas redes sociais e é deveras chocante. A sua visualização não é aconselhável a pessoas sensíveis.

 

Comente esta notícia