"Esmifram-se" para prender Rui Pinto, mas deixam "à solta" Ricardo Salgado

Ana Gomes criticou os esforços das autoridades portuguesas para prender o hacker, enquanto deixam "tranquilitos e à solta criminosos e corruptores do gabarito de Ricardo Salgado e capangas".

Imagem: Jornal Económico

A eurodeputada socialista Ana Gomes criticou as autoridades portuguesas por irem atrás de Rui Pinto – o hacker por trás de muitas das revelações do Football Leaks e que é suspeito de estar por trás da divulgação de e-mails do Benfica – e deixarem “tranquilitos e à solta criminosos e corruptores do gabarito de Ricardo Salgado e capangas”.

As declarações de Ana Gomes, feitas no Twitter, surgem no mesmo dia em que foi emitida uma ordem de extradição para Rui Pinto, que estava na Hungria. O hacker ainda recorreu da decisão judicial, mas sem sucesso.

O jovem tentou atrasar mais um pouco o processo para não ter que vir já para Portugal, pois tem receio do que o Benfica lhe pode fazer, disse-o várias vezes.

Rui Pinto também já garantiu que tem ficheiros sobre pessoas muito influentes em Portugal e que podem não chegar a ser conhecidos.

Recorde-se que, desde que o caso de Rui Pinto se tornou público, Ana Gomes tem pedido que seja concedido ao jovem o estatuto de whistleblower (alguém que divulga dados privados com o objetivo de denunciar ilegalidades).

Tem sido uma das mais ferozes defensoras do hacker e não entende esta ânsia das autoridades em trazê-lo para Portugal para o prender.

 

Comente esta notícia