Estudante universitária filma assédio de professor

Farta dos abusos, a estudante de mestrado decidiu perder o medo e colocou uma câmara no escritório do professor para, assim, poder denunciá-lo por assédio sexual.

Estudante universitária filma assédio de professor
Imagem: Youtube

Lizeth Lorena Sanabria, estudante de mestrado em Ensino de Ciências Exatas e Naturais da Universidade Nacional da Colômbia, avançou com uma queixa por assédio sexual contra o seu orientador. Para provar que era vítima de abusos, colocou uma câmara no escritório do professor para, assim, ter provas do que dizia.

De acordo com o jornal espanhol “El Pais”, o vídeo mostra como o docente Freddy Moroy usa desculpas académicas para se aproximar da aluna. “Não queria orientar mais trabalhos”, ouve-se o professor a dizer a Lizeth, enquanto tenta beijá-la e apalpá-la. As imagens divulgadas mostram a jovem a repetir várias vezes “não, professor”.

Lizeth tenta libertar-se, mas o professor universitário insiste em abraçá-la. O abuso termina quando a estudante se levanta, afasta-o e repete que tem de se ir embora.

“Eu filmei o vídeo para que isto não volte a acontecer com outra pessoa”, explicou Lizeth em entrevista à imprensa colombiana. Inicialmente, tinha pensado em trocar de orientador, mas, após falar com uma colega de turma, percebeu que não era a única a ser abusada. Assim, decidiu continuar a tê-lo como tutor para o poder denunciar.

Ainda de acordo com a jovem, esta não foi a única vez que o professor a assediou, mas o medo impediu-a de agir mais cedo. Depois de ter provas, a aluna apresentou uma queixa disciplinar na Universidade e uma queixa de assédio sexual na polícia. A Universidade Nacional da Colômbia disse, entretanto, através de comunicado, que já haviam iniciado as medidas disciplinares contra Freddy Moroy.

Este é o vídeo:

 

Comente esta notícia