FC Porto condenado no caso dos e-mails

FC Porto, a FC Porto SAD e Francisco J. Marques vão ter de pagar cerca de 2 milhões de euros ao Benfica.

FC Porto condenado no caso dos e-mails
Imagem: JN

Tal como avança o JN, o FC Porto foi parcialmente condenado no caso dos e-mails. O tribunal julgou parcialmente procedente o pedido do Benfica, que exigia uma indemnização de cerca de 17 milhões de euros.

De acordo com a decisão do tribunal, o FC Porto, a FC Porto SAD e Francisco J. Marques foram condenados a pagar cerca de dois milhões de euros, valor que compreende 523 mil euros de danos patrimoniais emergentes e 1,4 milhões de danos não emergentes.

fc porto condenado no caso dos emails

Ainda haverá uma condenação em liquidação de sentença por causa dos segredos de negócio.

Os administradores da SAD – Pinto da Costa, Fernando Gomes e Adelino Caldeira – e a empresa Avenida dos Aliados foram absolvidos.

Recorde-se que a SAD do Benfica corresponsabilizava por concorrência desleal e danos de imagem, no âmbito da divulgação dos e-mails, a homóloga do F. C. Porto, o presidente da sociedade e do clube, Pinto da Costa, os administradores Fernando Gomes e Adelino Caldeira e o diretor de comunicação, Francisco J. Marques, além da Avenida dos Aliados, empresa detentora da estação televisiva Porto Canal.

fc porto condenado no caso dos emails

O Benfica alegava que a divulgação dos e-mails do clube encarnado afetou a credibilidade do clube, prejudicando os seus interesses comerciais e chegando a provocar a queda de cotação das ações da SAD na bolsa.

O FC Porto alega que se limitou a divulgar informação de interesse público e que as mensagens de correio eletrónico em causa revelam práticas deturpadoras da verdade desportiva.

 

Comente esta notícia