Felipa Garnel é a escolhida para recuperar audiências na TVI

Felipa Garnel substitui Bruno Santos na direção de programas da TVI. Será que vai conseguir fazer frente a Daniel de Oliveira?

Felipa Garnel é a escolhida para recuperar audiências na TVI
Imagem: Zapping TV

Bruno Santos está de saída da Direção de Programas da TVI e Felipa Garnel assume este cargo, anunciou a TVI em comunicado. “Acredito no valor de cada pessoa que trabalha na TVI e estou certa de que, unidos, conseguiremos inovar e surpreender”, declarou Garnel naquela que foi a sua primeira declaração enquanto responsável pela programação da estação.

Felipa Garnel está assim de regresso à Media Capital depois de ter passado pela estação enquanto apresentadora e também enquanto diretora da revista Lux, quer pertence ao mesmo grupo.

É, então, na mais recente diretora que está agora depositada toda a confiança para fazer frente à maré de azar que a TVI vive desde que Daniel Oliveira assumiu a Direção de Programas da SIC, há um ano.

O responsável levou Cristina Ferreira para a antena de Paço de Arcos e ganhou o favoritismo dos espectadores. É precisamente isso que Garnel, a primeira mulher com estas funções na TVI, quer inverter, como declarou na mesma nota enviada às redações:

“Gosto de desafios e aceitei desde a primeira hora a proposta de fazer parte de uma equipa coesa, empenhada em reconquistar a preferência dos portugueses”.

felipa garnel

Felipa Garnel, com 54 anos, entrou na televisão em 1988 pela mão de Nicolau Breyner, com a série “Os Homens da Segurança”, da RTP1, protagonizada por Nico e por Tozé Martinho. Vestia a pele de Pipinha e a sua participação nesta trama policial proporcionou-lhe “perceber o que não queria fazer: ser atriz”, disse em tempos.

A atração pelas câmaras nunca mais a largou. Ao longo do seu percurso passou ainda pela RTP, onde conduziu o concurso “Melhor É Impossível”, e pela SIC, tendo sido rosto de formatos como os magazines “Mundo VIP” e “Clube VIP” (neste caso com Margarida Pinto Correia) ou o reality show “Confiança Cega”. Fez também parte da equipa fundadora da revista Caras, da qual foi editora e diretora, e dirigiu a publicação mensal “Caras Viagens”.

No início deste ano, editou o primeiro livro, escrito em tom de reportagem. Confidências – As Minhas Histórias como Motorista da UBER (pela Lua de Papel) dá conta das histórias que viveu enquanto motorista da Uber, durante um mês, na zona de Cascais, onde vive com o marido, o médico neuropediatra Nuno Lobo Antunes, com quem tem duas filhas: Ana, de 13 anos, e Rosa, de 15. É ainda mãe de Tomás, de 35 anos, fruto de uma relação anterior, e avó de Joaquim, de quatro anos.

 

Comente esta notícia