Filha de Dina conta tudo sobre o casamento das suas duas mães

A vencedora do Festival da Canção de 1992 viveu uma relação de 17 anos com Paula. Agora a filha revela os detalhes desta história de amor.

Filha de Dina conta tudo sobre o casamento das suas duas mães
Imagem: CM

Naná, é assim que a filha de Dina, Ana Rita, apresenta a mãe. Pouco se sabe sobre a vida pessoal da cantora, a não ser uma declaração da artista assumindo a sua bissexualidade em 2016. Após o falecimento da mãe, a jovem decidiu contar a história de amor das suas mães, uma relação que durou 17 anos.

Numa entrevista à revista “Nova Gente”, Ana Rita, técnica de radiologia e DJ, de 31 anos de idade, contou alguns os detalhes da relação de Dina e Paula, a separação das duas mães e como a artista foi o seu “porto seguro”.

“A minha mãe biológica e a Naná tiveram uma relação durante 17 anos. Nasci 7 anos depois de se conhecerem e vivemos como uma família tradicional até aos meus 10 anos. Elas só não eram casadas porque não podiam nessa altura”, começou por dizer.

Filha de Dina conta tudo sobre o casamento das suas duas mães

“Eu nunca vi um beijo, nunca vi nada. Para mim elas eram as duas as minhas mães. Quando tinha 4 anos, perguntei pelo meu pai, porque os pais das minhas amigas da escola iam lá buscá-las. Não tinha pai, mas tinha um padrinho que fazia esse papel. A separação das minhas mães foi uma coisa muito difícil. Era tudo dividido como se fosse filha de pais divorciados: o pai e a mãe”, recordou.

Mas nem tudo foi tranquilo nesta relação. O próprio nascimento de Ana Rita foi envolto em polémica e numa traição. “Elas tinham uma relação, viviam juntas e a minha mãe biológica apareceu em casa grávida e disse: ‘É o nosso bebé, a nossa filha'”, relatou Ana Rita.

“Não foi desejo da Dina a minha mãe ter aparecido grávida assim. Isso são outros quinhentos. Mas assumiu-me. A minha avó esteve no parto, mas a Naná estava ali à espera. Foi o meu primeiro colo, deu-me o meu primeiro banho, eu era o tesouro dela e ninguém me podia tocar. Fui sempre muito protegida por ela e de uma forma tão bonita e sempre tão cheia de amor. Até aos meus 10 anos tive tudo, fui uma pessoa tão feliz e é por isso que sou o que sou”, disse a filha com saudades.

filha de dina conta tudo sobre o casamento das suas duas maes

Ana Rita refere ainda que foi Dina que lhe “deixou o maior legado de valores, educação, tudo”. “A minha mãe biológica era mais despreocupada. Não queria saber nem preocupar-se muito. Por isso mesmo todo o meu porto seguro era a Naná. A minha mãe também, mas a Naná era diferente, era minha mãe só que não me pariu”.

Influenciada pela carreira de Dina, Anta Rita tem uma vida paralela à carreira como técnica de radiologia. “Como fazia os alinhamentos dos concertos da Naná, fui aprendendo a fazer o crescendo e o decrescendo. A Naná dava-me esse papel. O alinhamento do último álbum dela fui eu que fiz. Aprendi com ela como transmitir emoção com a música e fui desenvolvendo em mim essa competência. E passei a ser DJ”.

A cantora, que ficou conhecida por vencer o Festival da Canção de 1992 com “Amor de água fresca”, morreu no último dia 11, vítima de fibrose pulmonar, aos 62 anos de idade.

A doença obrigou-a a abandonar os palcos em 2012, mas em 2016 fez um espetáculo de despedida.

 

Comente esta notícia