Foi Júlia Pinheiro que forçou o filho a assumir homossexualidade

Rui Maria Pêgo contou versão pormenorizada do momento em que os pais descobriram que era homossexual. "A minha mãe apanhou-me num momento difícil...já tinha percebido tudo e fez-me falar".

Foi Júlia Pinheiro que forçou o filho a assumir homossexualidade
Imagem: VIP

Rui Maria Pêgo já tinha revelado que estava em lágrimas quando contou aos pais que era homossexual, mas agora o locutor das manhãs da Mega Hits contou a versão pormenorizada do que realmente aconteceu.

Numa conversa com a antiga apresentadora da SIC Rita Ferro Rodrigues, revelou que sempre se sentiu “diferente” em várias áreas e que a sexualidade começou a fervilhar lá por volta dos 13 anos, altura em que percebeu que gostava de rapazes.

Foi Júlia Pinheiro que forçou o filho a assumir homossexualidade

Ainda assim, foi muito mais tarde que assumiu junto dos pais, a apresentadora da SIC Júlia Pinheiro e Rui Pêgo, radialista diretor da Antena 1, que era homossexual.

“Tinha 19 anos, andava muito triste”, começou por dizer. “Foi o meu primeiro ‘heart break’ e a minha mãe estava muito preocupada… Ela entrou na sala e perguntou-me se [essa tristeza] tinha a ver com a minha orientação sexual, e eu parti-me a chorar e disse que sim, que tem”, recordou, acrescentando que apesar de aquela ter sido a primeira vez que o confessou aos progenitores, “eles estavam cansados de saber, não foi uma coisa súbita. Eu sempre adorei a Britney Spears…”

Foi Júlia Pinheiro que forçou o filho a assumir homossexualidade

“Acho que eles sabiam”, continuou, reconhecendo que depois deste “assumir” na sala houve um “processo a digerir que durou meses e depois foi tranquilo, depois até acabei por voltar para esse namorado, e tive outros namorados”.

O momento em que Júlia o confrontou com a sua orientação sexual foi decisiva para a sua “saída do armário”.

 

Comente esta notícia