"Fufa de mer**": Assunção Cristas pede desculpa a deputada

Isabel Moreira, deputada socialista, divulgou mensagem homofóbica e obscena de dirigente do CDS-PP. Assunção Cristas veio a público lamentar profundamente o sucedido.

Imagem: Grupo Parlamentar PS

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, reagiu no Twitter para condenar os insultos dirigidos à deputada socialista Isabel Moreira por Armindo Leite, dirigente do CDS de Barcelos.

Recorde-se que Isabel Moreira divulgou uma mensagem que lhe foi enviada através do Facebook pelo dirigente centrista em que se podia ler: “Fufa de merda, és uma vergonha, mata-te”.

“Tenciono continuar por aqui, Armindo sexista, homofóbico, criminoso e cobarde. Há mais como vossa excelência. E há mais, mas muito mais como eu. Toda uma multidão do lado da liberdade e da igualdade”, respondeu Isabel Moreira.

A deputada socialista lançou ainda um repto à direção do CDS para que esta se pronunciasse sobre a “intolerável” mensagem.

E foi mesmo isso que a líder do CDS, Assunção Cristas, fez. “O CDS pauta-se pelo respeito de todas as pessoas e de todos os pontos de vista e condena comentários deste teor. Apesar de só vincular o próprio, não posso deixar de lamentar profundamente o sucedido e pedir desculpa à Isabel Moreira”, escreveu a centrista no Twitter.

 

Isabel Moreira também já reagiu, agradecendo a reação da deputada. “Agradeço a reação decente de Assunção Cristas: repudiar o ódio é um imperativo democrático. A nossa democracia está sempre em construção e todas as pessoas e instituições têm responsabilidades nesse processo. Espero que este episódio permita um debate no próprio CDS sobre o que temos que fazer para erradicar a homofobia e o ódio com base nos vários preconceitos que nos limitam enquanto sociedade. Liderança é saber repudiar o ódio e continuar a trabalhar para o recusar na democracia que é de todas e de todos nós”.

 

Comente esta notícia