Gerês: turista algemada durante mais de 10 horas em jogo sexual

Foi encontrada pela GNR algemada a uma árvore. Estava ferida e desesperada. Às autoridades disse que foi presa pelo parceiro durante jogo sexual, mas o homem desapareceu, abandonando-a no local.

Gerês: turista algemada durante mais de 10 horas em jogo sexual
Imagem: CM

O que era para ser uma experiência sexual nova com o companheiro, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, acabou por ser uma experiência angustiante para uma turista alemã, de 29 anos.

A mulher foi encontrada pela GNR algemada a uma árvore, junto uma estrada florestal, na aldeia de Campo do Gerês, na sexta-feira à noite.

Ferida e desesperada, a mulher relatou às autoridades que foi presa à árvore pelo parceiro, por volta do meio-dia, num jogo sexual, mas o homem desapareceu, abandonando-a no local.

Gerês: turista algemada durante mais de 10 horas em jogo sexual

O companheiro, também alemão, está agora a ser procurado pela Polícia Judiciária. Foram os gritos desesperados da mulher que alertaram um grupo de jovens que jogava futebol no parque desportivo das redondezas.

Os pedidos de socorro persistentes atraíram os jovens, que de imediato chamaram a GNR. Às 22:30 horas, já com a patrulha no terreno, entraram no caminho florestal e encontraram a turista presa com algemas metálicas a uma árvore. Tinha os pulsos ensanguentados, devido às tentativas para se libertar, e estava aterrorizada.

A turista foi libertada pelos militares da GNR e conduzida até ao posto, na vila do Gerês, onde foi assistida por uma equipa de socorristas da Cruz Vermelha. Foi, depois, transportada para o Hospital de Braga e relatou aos inspetores da PJ do Porto as horas de terror que viveu no meio da floresta.

 

Comente esta notícia