Homem de 69 anos inicia batalha legal para mudar idade para os 49

O objetivo? Aumentar as hipóteses de encontrar emprego e sair com mais mulheres através do site de encontros Tinder. "Pode-se mudar de nome e de sexo. Porque não de idade?", questionou em tribunal.

Homem de 69 anos inicia batalha legal para mudar idade para os 49
Imagem: Observador

Emile Ratelband, holandês de 69 anos de idade, iniciou uma batalha legal para mudar a sua data de nascimento de 14 de março de 1949 para 14 de março de 1969.

“Podemos mudar de nome e de sexo, porque não mudar de idade?”, questionou o homem em tribunal. O juiz que o ouviu tem, agora, um prazo de 4 semanas para se pronunciar sobre o caso, mas fez questão de dizer: “Como é que os seus pais se sentiriam se os primeiros 20 anos de vida fossem apagados? “De quem é que os seus pais cuidaram? Quem era esse rapazinho?”.

Na resposta, Ratelband, que se apresenta como orador motivacional e formador na área da programação neurolinguística, apesar de reformado, disse que os pais estavam mortos.

Segundo o jornal Algemeen Dagblad, este pedido inédito foi recebido pelo tribunal de forma cética, uma vez que não existe qualquer mecanismo legal que permita a uma pessoa mudar a sua data de nascimento, algo que Ratelband considera discriminatório, pois esse facto está a limitar as suas hipóteses de encontrar uma nova namorada no Tinder ou mesmo um emprego.

“Tenho 69 anos e estou limitado. Se tivesse 49 podia comprar uma casa nova, conduzir um carro melhor, ter um trabalho. Se estou no Tinder e digo que tenho 69 anos não recebo qualquer resposta. Se tivesse 49, com o rosto que tenho, estaria numa posição de luxo”, assume Emile Ratelband, que argumenta ainda que os seus médicos garantiram que a sua idade biológica ronda os 45 anos.

O holandês vai ainda mais longe nesta sua ação ao garantir que se lhe for permitido mudar a sua idade legal irá renunciar à pensão de reforma que recebe atualmente.

 

 

Comente esta notícia