Jovem prova que a Google é "racista"

Cidadão lamenta que a pesquisa por “jovens negros” mostre apenas criminosos. O reparo incendiou as redes sociais.

Jovem prova que a Google é
“Fiquei chocado”, confessou o autor da publicação.

Imagem: pixabay.com Um vídeo partilhado no Twitter por um cidadão anónimo está a tornar-se viral e a despertar comentários de indignação face ao motor de busca Google. A publicação, da autoria de 'July 3rd', revela uma pesquisa feita por si mesmo na qual as expressões “três jovens negros” e “três jovens brancos” geram resultados completamente diferentes.

Até aqui tudo bem. O problema é que, no momento em que o homem efetua a pesquisa pelos jovens negros, surgem apenas imagens de bandidos. Por outro lado, na busca inversa por "jovens brancos", os utilizadores são confrontados com fotografias de jovens felizes, não havendo qualquer tipo de associação a aspetos negativos. As redes sociais reagiram de imediato, acusando a gigante Google de racismo.



“Quando vi os resultados, fiquei chocado. Sinto que o motor de pesquisa podia ter mais controlo sobre uma coisa assim. Eu percebo que seja apenas um algoritmo, mas, mesmo assim, é um problema", defendeu 'July 3rd'. Surpreendidos, os cibernautas não contiveram as palavras. “Isto é uma reflexão muito triste sobre a nossa sociedade, lamentou um dos cidadãos, condenando o ‘descuido’ do motor de busca.


 

 

Comente esta notícia