Júlia revela que teve uma infância traumática

Júlia Pinheiro decidiu revelar episódios nada felizes da sua infância para apresentar o teor do programa que vai começar a apresentar nas tardes da SIC.

Júlia revela que teve uma infância traumática
Imagem: MyWay

Em dia de apresentação da nova grelha da SIC, e ao contrário do que se esperava, a grande novidade não foi Cristina Ferreira. Júlia Pinheiro, antes de anunciar o novo programa que vai apresentar à tarde, contou uma dramática e emocionante história para, assim, criar algum suspense em torno do novo desafio que vai abraçar.

“Ainda pequena, sabe que há uma sombra à volta dela, uma ameaça, uma morte anunciada e quase iminente”, começa por dizer a apresentadora enquanto passam imagens de uma criança.

“Adultos focados nas suas preocupações. Esta criança está sozinha. Amada e cuidada mas emocionalmente sozinha. O tempo passou, os adultos tiveram de cuidar das suas vidas, esta menina ficou ao cuidado das empregadas”, prosseguiu.

“A tragédia familiar já aconteceu, uma avó muito amada morreu no quarto ao lado. A escola esperava-a, mas chegou lá um bocadinho tarde demais. Odeia a escola, mas odeia mesmo. Tem um medo terrível no fecho da escola porque acha sempre que se vão esquecer de a ir buscar”.

“Acaba a primeira classe sem saber ler nem escrever. Anuncia-se, portanto, um percurso académica catastrófico. Sempre sozinha. Entra no liceu, o pior da área metropolitana de Lisboa, esta adolescente é agora vítima de bullying e sujeita a várias humilhações”, continuou.

Júlia revela que teve uma infância traumática

“A razão não interessa, quem é diferente incomoda sempre. Esta adolescente afrontava tudo e todos, forte, alegre, venceu o bullying mas quase não conseguiu vencer o destino que lhe estava reservado”, admitiu.

“No local onde nasceu o melhor a que se podia aspirar era ser professora de liceu. A mãe era muito autoritária, o pai regressado de um exílio forçado só queria disciplina e esquecer-se que esta menina estava quase a ser mulher. Vocês estão a perguntar-se onde vamos. Esta história está quase no fim”, revelou, enquanto o público mostrava alguma ansiedade.

“Esta menina nunca fez nada do que as exigências familiares obrigavam, jurou que nunca casaria, que nunca teria filhos e virou o jogo. Agora a pergunta que está nas vossas cabeças: o que é que aconteceu a esta rapariga?”, questionou.

“Tinha o mundo todo contra ela mas fez tudo o que não se esperava. Colocou um foco absoluto num objetivo profissional inatingível. Esta mulher está aqui e vai ter um programa em nome próprio. Esta mulher sou eu”, revelou.

Júlia Pinheiro decidiu recorrer à sua infância traumática para revelar que o programa que vai apresentar terá o nome de “Júlia” e tem data de estreia em outubro. Pela introdução, o programa promete deixar muita gente emocionada.

 

Comente esta notícia