Lisboa: condenado por esmagar hamster até à morte

Homem de 26 anos foi apanhado na Estação do Saldanha, em Lisboa, ainda com as mãos ensanguentadas. Comprou o animal com o propósito de o matar.

Lisboa: condenado por esmagar hamster até à morte
Imagem: JN

O Tribunal Criminal de Lisboa deu como provado que o arguido foi a uma loja de animais para comprar um hamster com o único propósito de o matar.

O homem, de 26 anos, “apertou o animal com força até o desmembrar causando-lhe sofrimento e, assim, provocando-lhe a morte”, descreve um comunicado publicado pela Procuradoria da Comarca de Lisboa. De seguida, colocou os restos do animal “num saco, dentro de uma caixa de sapatos”.

Horas, depois, o arguido, ainda com as mãos ensanguentadas, viria a ser intercetado por agentes da PSP nos corredores da Estação de Metro do Saldanha, em Lisboa, com a referida caixa na sua posse.

Lisboa: condenado por esmagar hamster até à morte

Após acusação proferida pelo Ministério Público, o tribunal condenou-o a uma pena de multa de 900 euros pela prática de um crime de maus tratos a animais de companhia agravado.

Além disso foi-lhe também aplicada a pena acessória de privação do direito de detenção de animais de companhia pelo período de três anos.

 

Comente esta notícia