Marroquino tentou matar o Papa Francisco em Fátima

Um homem aproveitou-se do fácil acesso ao Papa que a esposa teria para tentar atacar o líder católico.

Marroquino tentou matar o Papa Francisco em Fátima
Imagem: PlayBuzz

Este ano, nos dias 12 e 13 de maio, Portugal recebeu a visita do Chefe do Estado do Vaticano e líder da Igreja Católica, o Papa Francisco. Para a visita foram tomadas apertadas medidas de segurança e, sabe-se agora, só isso impediu um atentado em Fátima.

Um homem de nacionalidade marroquina, casado com uma bombeira de Ourém, planeou atacar o Papa Francisco quando o sumo pontífice estivesse de visita ao nosso país. Segundo o semanário SOL, o homem tentou infiltrar-se na ambulância onde a mulher ia estar de serviço.

O suspeito foi travado graças à pouca cautela ou inexperiência – ao fazer várias compras de materiais suspeitos, tais como nitratos (uma substância utilizada regularmente para produzir bombas artesanais), os alertas das autoridades nacionais dispararam.

Sem a menor ideia de que estava a ser vigiado, o marroquino convenceu a mulher a deixá-lo infiltrar-se na ambulância que acompanhava de perto o chefe da igreja católica em Fátima. No entanto, não conseguiu ser bem-sucedido.

O homem foi agora enviado de volta para Marrocos e a mulher foi afastada do serviço dos bombeiros por tempo indeterminado.

 

Comente esta notícia