Motoristas pedem nova reunião para evitar greve

A greve dos motoristas, marcada para 12 de agosto, só será desconvocada se patrões recuarem e aceitarem o que está assinado com os camionistas.

Motoristas pedem nova reunião para evitar greve
Imagem: SIC Notícias

O vice-presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, Pedro Pardal Henriques, revelou esta quarta-feira que pediu “uma nova reunião ao Ministério das Infraestruturas para tentar um acordo e assim evitar a greve” dos motoristas do próximo dia 12 – greve esta que promete paralisar seriamente o país.

Em declarações à RTP3, no programa “Grande Entrevista”, o dirigente sindical explicou que “a reunião foi informalmente aceite pelo Ministério das Infraestruturas” e deverá realizar-se na próxima segunda-feira, dia 5 de agosto.

motoristas pedem nova reuniao evitar greve

Recordou ainda que a greve só será desconvocada se a ANTRAM recuar e aceitar o que está assinado com os camionistas. O mesmo responsável frisou que só um recuo da associação dos transportadores que, de acordo com os motoristas “não está a cumpir o que prometeu”, fará com que a greve fique sem efeito.

A greve convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que começa em 12 de agosto, por tempo indeterminado, ameaça o abastecimento de combustíveis e de outras mercadorias.

O SIMM já veio dizer, inclusivamente, que as consequências desta greve serão mais graves do que as sentidas em abril, já que, além dos combustíveis, vai afetar o abastecimento às grandes superfícies, à indústria e aos serviços, podendo “faltar alimentos e outros bens nos supermercados”.

 

Comente esta notícia