Multa a Sérgio Conceição "é o descrédito total do futebol português"

O diretor de comunicação do Benfica reagiu, assim, à ausência de castigo ao treinador do FC Porto pela expulsão no Bessa e teceu duras críticas ao Conselho de Disciplina da Federação. Já Sérgio Conceição disse que "se calhar têm de me meter numa jaula".

Multa a Sérgio Conceição
Imagem: Youtube

O diretor de comunicação do Benfica contestou a multa aplicada ao treinador do FC Porto, Sérgio Conceição , acusando o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de dualidade de critérios.

“Na época passada, o CD puniu Rui Vitória com 15 dias de suspensão, após a sua expulsão no jogo com o Moreirense, evocando reincidência de outras expulsões, em épocas anteriores, noutros clubes que não o Benfica. Sérgio Conceição, só nesta época, já foi expulso três vezes e, se recuarmos a épocas anteriores, segundo a contabilidade de um jornal, conta 15 expulsões e agora assistimos a um total apagão de reincidências”, referiu o diretor de comunicação dos encarnados, Luís Bernardo (na imagem), em declarações à agência Lusa.

Multa a Sérgio Conceição

Recorde-se que o treinador do FC Porto foi multado pelo CD da FPF em 765 euros pela expulsão no jogo com o Boavista, para a 11.ª jornada da I Liga, no domingo, na sequência de festejos do golo da vitória por 1-0 dos campeões nacionais, obtido por Hernâni, aos 90+5 minutos do encontro.

“Como é possível acontecer esta diferença de tratamento e esta proteção ao mesmo clube? É urgente que as diferentes entidades da FPF e da Liga de clubes parem um pouco para pensar. Não é possível, dentro e fora do campo, existir esta gritante dualidade de critérios e rigor, sempre a favor do mesmo clube. É o descrédito total do futebol português”, frisou Luís Bernardo.

Já Sérgio Conceição, na antevisão do jogo desta sexta-feira com o Portimonense, comentou pela primeira vez, perante jornalistas, as incidências do dérbi no Bessa e foi explosivo na forma como comentou o facto de ter sido expulso.

Multa a Sérgio Conceição

“Durante todo o jogo, tive ali quatro ou cinco amigos atrás do banco que não pararam de dizer que gostavam muito de mim e que eu era um tipo espetacular. Comemorei o golo que marcámos aos 95 minutos com um palavrão pelo meio. Quem é que nunca o fez? No golo do Éder [que deu a vitória a Portugal na final do Euro 2016], ninguém soltou um palavrão? Só quem estava na missa. Para mim, todos os golos do FC Porto são como o do Éder”, disse Sérgio Conceição.

“Fiquei indignado pela maneira como a minha expulsão foi comentada. É inadmissível”, disse. “Se calhar têm de me meter numa jaula. Ninguém fica agradado por ser expulso, mas nas minhas três expulsões desta época não apanhei castigo porque não fiz nada de grave para que isso acontecesse”, acrescentou.

 

 

Comente esta notícia