Neto de Moura afastado de casos de violência doméstica: "fui miseravelmente enxovalhado"

O polémico juiz, que tem estado debaixo de fogo, foi afastado dos casos que costuma julgar por decisão do presidente do Tribunal da Relação do Porto.

Neto de Moura afastado de casos de violência doméstica:
Imagem: JN

O juiz Neto de Moura, muito criticado pelas decisões polémicas que tomou em vários casos de violência doméstica, vai deixar de julgar estes casos.

Neto de Moura afastado de casos de violência doméstica:

De acordo com um despacho do presidente do Tribunal da Relação do Porto, Nuno Ataíde das Neves, foi colocado numa secção cível do mesmo tribunal, confirmou ao DN fonte oficial do Conselho Superior da Magistratura.

O presidente da Relação do Porto tomou esta decisão, de transferência do juiz para outra secção, com base num dos três critérios possíveis, sendo que, neste caso em particular, foi por “conveniência de serviço” – os outros dois são a especialização do juiz e a preferência do próprio.

Neto de Moura afastado de casos de violência doméstica:

Numa resposta escrita à TSF, Neto de Moura confirmou que a decisão surgiu depois de uma reunião que aconteceu esta quarta-feira e foi “consensual”. O juiz afirmou ainda que “depois de ser miseravelmente enxovalhado, havia que fazer o possível por preservar a instituição e a solução consensual foi esta”.

 

Comente esta notícia