Parlamento Europeu vota a favor do fim da mudança de hora

Ao contrário do que tinha sido proposto pela Comissão Europeia, a medida não será aplicada em 2019, mas sim em 2021. Daqui a dois anos já não precisa de adiantar ou atrasar o relógio.

Parlamento Europeu vota a favor do fim da mudança de hora
Imagem: SIC Notícias

O Parlamento Europeu pronunciou-se esta terça-feira, dia 26 de março, em Estrasburgo, a favor da proposta de fim da mudança de hora bianual, mas apenas em 2021, e não já este ano, com propunha inicialmente a Comissão Europeia.

Assim, a alteração para a hora de verão vai manter-se na madrugada do próximo domingo, quando se deve adiantar o relógio uma hora.

Depois de a assembleia ter adotado a sua posição, através da aprovação de um relatório da comissão parlamentar de Transportes com 410 votos a favor, 192 contra e 51 abstenções, falta agora que os Estados-membros cheguem a uma posição comum em sede do Conselho da UE, devendo depois a proposta de diretiva (lei comunitária) ser acertada entre estas duas instituições.

Parlamento Europeu vota a favor do fim da mudança de hora

Afastada está já a ideia original da Comissão Europeia, que propunha o fim da mudança de hora já este ano, como reconheceu na segunda-feira à noite, num debate no hemiciclo, a comissária europeia dos Transportes, Violeta Bulc.

No debate que antecedeu a votação de hoje, a comissária comentou que a proposta apresentada há menos de um ano pelo executivo comunitário era “muito ambiciosa”, pois preconizava a abolição da mudança sazonal de hora já em 2019, mas, “em virtude de o Conselho ainda não ter estabelecido a sua posição”, reconheceu que “é impossível cumprir” esse calendário.

 

Comente esta notícia