Paulo Gonçalves está de saída do Benfica

O assessor jurídico das águias e Vieira já terão chegado a acordo. O anúncio oficial da saída está marcado para a próxima semana.

Paulo Gonçalves está de saída do Benfica
Imagem: Expresso

Depois de, esta quinta-feira, o vice-presidente do Benfica, Varandas Fernandes ter dito que Paulo Gonçalves continuava a ser funcionário do Benfica, até porque o clube lhe reconhece “competência, dedicação e profissionalismo”, parece que o clube está prestes a deixar cair o assessor jurídico.

De acordo com a notícia avançada pelo jornal “A Bola”, Gonçalves e Vieira já terão chegado a um acordo, sendo que o anúncio oficial da saída estará marcado para a próxima semana.

Passados 12 anos ao serviço do clube da Luz, Gonçalves viu-se envolvido num caso de corrupção desportiva, o “e-Toupeira”, sendo que já foi constituído arguido pelo Ministério Público. Está acusado, recorde-se, de 79 crimes, e a SAD do Benfica de outros 30.

Paulo Gonçalves está de saída do Benfica

Sabe-se que a iniciativa de deixar a Luz partiu do advogado e desta vez, ao contrário do que aconteceu em março deste ano, quando foi detido e constituído arguido no âmbito do processo e-toupeira, Luís Filipe Vieira acedeu.

Há muito que nos corredores da Luz se via como inevitável a saída de um dos homens fortes do futebol encarnado, sobretudo depois de ter sido conhecida a decisão do Ministério Público.

Perante as muitas críticas da opinião pública, incluindo de vários notáveis benfiquistas, a posição de Paulo Gonçalves ficou fragilizada na SAD e era o próprio a não mais sentir-se confortável nas funções que entretanto continuou a desempenhar. Decidiu, assim, pôr, novamente, o seu lugar à disposição.

 

Comente esta notícia