Paulo Portas fatura mais de 36 mil euros por mês

Paulo Portas abandonou a política e criou uma empresa de consultoria em junho de 2016.

Paulo Portas fatura mais de 36 mil euros por mês
Imagem: Público

De acordo com o Correio da Manhã, entre os meses de julho e dezembro de 2016, Paulo Portas faturou uma média superior a 36 mil euros por mês. De acordo com o relatório e contas da sociedade, nos primeiros seis meses de atividade, a mesma empresa registou um volume de negócios de quase 217 mil euros através da sua empresa de consultadoria, a Vinciamo Consulting. O jornal baseia a sua notícia em informação a que diz ter tido acesso.

Paulo Portas, contactado pelo Correio da Manhã,  recusou-se a identificar os clientes da empresa, alegando que a Vinciamo Consulting “respeita a reserva de informação comercial quando a mesma também pertence aos clientes da empresa.” No entanto, o relatório revela que 66% do seu volume de negócios é em Portugal e o resto da faturação chega de mercados comunitários (5%) e extracomunitários (29%).

A cobrança do trabalho realizado pelo ex-dirigente do CDS/PP é feita através da Vinciamo, por via da celebração de contratos de prestação de serviços entre essa empresa e os clientes. Recorde-se que, nos últimos tempos, vários notícias dão conta de que o ex-vice-primeiro-ministro é, desde o verão passado, o consultor estratégico da Mota-Engil e da petrolífera mexicana Pemex. Paulo Portas nunca desmentiu os rumores.

 

 

Comente esta notícia