Pedrógão: bombeiro em coma vai receber 267€ de pensão de invalidez

Deputados do PSD revelaram que Rui Rosinha, o bombeiro de Castanheira de Pera que esteve quase 3 meses em coma, vai receber uma pensão de invalidez de 267€.

Pedrógão: bombeiro em coma vai receber 267€ de pensão de invalidez
Imagem: CM

Os incêndios que assolaram o país no fatídico verão de 2017, sobretudo os que ceifaram dezenas de vidas na região de Pedrógão Grande, deixaram Rui Rosinha, o bombeiro de Castanheira de Pera que esteve quase 3 meses em coma, com uma incapacidade física de 85 por cento. Recorde-se que o bombeiro tentou salvar pessoas presas em carros a arder na famigerada” estrada da morte”.

Deputados do PSD revelaram agora que este bombeiro vai receber uma pensão de invalidez de 267€ e já questionaram o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva, sobre como auxiliar este homem, com complementos a que o bombeiro ferido possa ter direito.

Através de um requerimento, os deputados interrogam se “existe, no atual quadro de apoios sociais, alguma possibilidade de apoio financeiro a este cidadão que possa acrescer à sua futura pensão de invalidez de 267 euros”.

O valor da pensão de Rui Rosinha está muito aquém de assegurar “os meios necessários à sua digna subsistência e à continuação dos tratamentos que a sua condição exige”, reforçaram ainda os parlamentares sociais-democratas.

O bombeiro ficou dependente de terceiros e a esposa, Marina Rodrigues, teve de meter baixa psiquiátrica para o poder acompanhar. Recorde-se que o casal tem dois filhos, de 10 e de 13 anos, que também estão a receber apoio psicológico.

 

Comente esta notícia