"Pela primeira vez na história de Portugal, há marido e mulher e agora pai e filha" no Governo

Rui Rio comentou, assim, a nova remodelação do Executivo de Costa e falou em desnorteamento.

Imagem: TVI24

Na sede distrital do PSD, no Porto, o líder da oposição falou aos jornalistas sobre a nova remodelação do Governo. Alertou que, em cerca de 3 anos, o atual Governo teve “seis remodelações”, mudando dez ministros e 21 secretários de Estado, o que demonstra ausência de “estratégia”, de política “estruturada” e de “rumo”.

“Nestes três anos e muito, já houve seis remodelações de Governo e mudaram dez ministros e 21 secretários de Estado. Não é possível uma governação estabilizada quando fazemos estas alterações em tão pouco tempo. Objetivamente, um Governo que muda todas estas vezes demonstra falta de rumo. Não há uma política estruturada. Há uma resposta ao quotidiano”, afirmou Rui Rio.

O presidente do PSD disse ainda que as expetativas em relação à remodelação governamental de hoje “não são nenhumas”, alertando para um certo “afunilamento”, pois no Conselho de Ministros, “pela primeira vez na história de Portugal, senta-se marido e mulher e agora pai e filha”.

Rio referia-se à antiga secretária de Estado Adjunta do primeiro-ministro, Mariana Vieira da Silva, que tomou posse como ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, e que é filha do ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

O líder do PSD aludia ainda ao casal formado pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e pela ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

 

Comente esta notícia