Pinto da Costa notificado para prestar declarações no caso dos e-mails

Presidente do FC Porto e outros administradores da SAD azul e branca deverão ser ouvidos na próxima semana, na sequência de uma queixa do Benfica.

Pinto da Costa notificado para prestar declarações no caso dos e-mails
Imagem: Record

Pinto da Costa, Adelino Caldeira, Fernando Gomes e Reinaldo Teles receberam uma notificação do Ministério Público para prestarem declarações no “caso dos e-mails”, que envolve o Benfica.

O presidente e os membros da SAD portista foram chamados como “denunciados” e poderão ser constituídos arguidos, ou simplesmente serem ouvidos como testemunhas, avança a revista Sábado.

As audições vão decorrer no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, já na próxima semana. Sabe-se ainda que o FC Porto não vai reagir de forma oficial a esta diligência, que surge após uma denúncia do Benfica.

Pinto da Costa notificado para prestar declarações no caso dos e-mails

Recorde-se que o Benfica acusa o FC Porto de pagar a uma pirata informático para obter informação confidencial trocada por e-mail, entre elementos da SAD encarnada e funcionários do clube da Luz. Já o FC Porto garante que a informação foi entregue sem qualquer pedido.

“O primeiro contacto foi através de e-mail e trazia uma cartilha. E eu respondi a esse e-mail, dado que achei aquilo interessante, perguntando como poderia atestar da veracidade daquilo. Recebi, pouco tempo depois, novo e-mail com print screens de contas de e-mail. E dizia assim ‘acho que com isso fica provada a veracidade’. Vi aquilo, tinha várias imagens e cheguei à conclusão de que era verdade”, explicou Francisco J. Marques, no Porto Canal, em outubro do ano passado.

O diretor de comunicação do FC Porto entregou toda a documentação às autoridades, o que levou o Ministério Público a autorizar a PJ a desencadear a investigação.

 

Comente esta notícia