Polícia acredita que Maddie morreu atropelada ao procurar pais

E os inspetores britânicos estão convictos que o condutor levou o corpo...

Polícia acredita que Maddie morreu atropelada ao procurar pais
Imagem: The Independent

Depois de o Governo britânico ter dado luz verde (e um bom orçamento) para a polícia britânica continuar a procurar Madeleine McCann, sabe-se que há duas novas pistas sobre o desaparecimento da menina , que desapareceu na Praia da Luz, Lagos, em 2007.

Os inspetores voltaram a analisar a teoria de que a criança saiu sozinha do apartamento de férias, onde estava a dormir com os irmãos, para procurar os pais – que estavam a jantar com amigos num restaurante. Acreditam que a menina, desorientada, poderá ter morrido atropelada.

Segundo o jornal britânico “The Sun”, os inspetores já informaram os pais de Maddie que estão a seguir “duas novas e importantes linhas de investigação”.

Polícia acredita que Maddie morreu atropelada ao procurar pais

O mesmo jornal avança que a Scotland Yard falou recentemente com as autoridades portuguesas sobre a tese de que a menina saiu da casa de férias, após ter dado por falta dos pais, e apontam um cenário já no exterior – que Maddie terá sido atropelada fatalmente por um condutor, alcoolizado, que transportou e largou o corpo noutro local.

Recorde-se que esta hipótese já tinha sido analisada pelas polícias britânica e portuguesa, ao longo da investigação ao desaparecimento da criança.

Os inspetores responsáveis pela investigação afirmam já ter investigado mais de 60 “pessoas de interesse”, considerado um total de 650 criminosos sexuais e averiguado testemunhos de 8.685 potenciais avistamentos de Madeleine em todo o mundo. A operação “Grange”, nome dado à investigação, já recebeu mais de 14 milhões de euros do governo britânico.

 

 

Comente esta notícia